Segundo teoria do Dr. Stuart Hameroff, veterano do Departamento de Anestesiologia e Psicologia  e diretor do Centro de Estudos da Consciência, da Universidade do Arizona; e o Sir Roger Penrose, físico matemático da Universidade de Oford, a alma fica alojada em microtúbulos das células cerebrais.
 
espirito 300x198 - "A nossa alma não morre, ela retorna ao Universo." Afirmam cientistas

 ©AndreFarinha

A teoria defende o seguinte: Todas as experiências vividas pela consciência seria um efeito da gravidade quântica, agindo nos microtúbulos. Estes microtúbulos, funcionam como um caminho por onde passa as informações que são responsáveis pela consciência. Desse modo, quando o coração deixa de bombear o sangue, os microtúbulos perdem o estado quântico, no entanto as informações que são contidas nele, de alguma maneira são indestrutíveis e ao invés de morrer junto com o indivíduo, elas se dissipam pelo Universo.
 
iStock 000008391885Small - "A nossa alma não morre, ela retorna ao Universo." Afirmam cientistas
 ©Hypescience
Desde 1996, o Dr. Stuart Hameroff, emérito do Departamento de Anestesiologia e Psicologia e diretor do Centro de Estudos da Consciência, da Universidade do Arizona, junto com Sir Roger Penrose, físico matemático da Universidade de Oxford, desenvolvevem uma Teoria Quântica da Consciência, que define que a alma fica alojada em microtúbulos das células cerebrais.

"A origem da consciência reflete o nosso lugar no Universo, a natureza de nossa existência. Será que a consciência evoluiu de complexas operações computacionais entre os neurônios do cérebro, como a maioria dos cientistas afirmam? Ou a consciência, em algum sentido, esteve aqui o tempo todo, como as abordagens espirituais afirmam?" Questionamento de  Hameroff e Penrose em uma ao discutirem sua teoria. 

Fonte: History

Comentários

Comentários

Loading...

Deixe um comentário