Curiosidades História

A cruel história do africano que foi dissecado e exposto como um animal em um museu na Europa

s53zw2africa - A cruel história do africano que foi dissecado e exposto como um animal em um museu na Europa

As pessoas ricas da Europa do século XIX, tinham o hábito de caçar animais selvagens e exibi-los em casa como troféus. O francês Jules Verreaux, entediado de caçar animais, resolveu fazer algo diferente e muito cruel, decidiu fazer a mesma coisa com o ser humano.

s53zw2africa - A cruel história do africano que foi dissecado e exposto como um animal em um museu na Europa

Um homem africano foi caçado, dissecado e levado a um museu, como se fosse uma obra a ser exposta. "O negro", como foi chamado, após passar por alguns museus acabou no Darder em Girona, região norte da Catalunha.

1 - A cruel história do africano que foi dissecado e exposto como um animal em um museu na Europa

Durante os 80 anos que passou na Catalunha o homem foi objeto de culto, tornou-se parte da cultura tradicional. 
Nos jogos Olímpicos de 1992, o médico haitiano Arcelin, ameaçou um boicote internacional se o homem não fosse retirado de exposição, declarou que aquilo era um sinal claro de racismo. No entanto, em 1997, novamente o homem foi exposto e apenas em 2000 o governo de Botswana conseguiu que o homem voltasse ao seu país de origem, onde foi recebido com honras.

3 - A cruel história do africano que foi dissecado e exposto como um animal em um museu na Europa










"O negro. Ele morreu em 1830. Filho da África. Seu corpo foi levado à Europa. Ele retornou em 2000 para o solo africano." - Frase escrita em uma de suas placas memoriais.


Confira: O brasileiro que foi comprar pão e acabou no exército de Hitler 

Fonte: Portal do médico

Loading Facebook Comments ...

Deixe um comentário