August Landmesser entrou pra história por ter se negado a fazer a famosa saudação nazista, mas tinha motivos para fazer isso

screen shot 2015 07 01 at 11.58.18 am 300x138 - A triste história do soldado que se negou a fazer a saudação nazista

Landmesser ingressou na equipe de combate nazista em 1930, no auge da ideologia de Adolf Hitler. E durante um lançamento de um navio da marinha alemã em Hamburgo, todo mundo levantou o braço e fez a saudação nazista, exceto um, que ficou de braços cruzados.

kopie von august landmesser 1935 1 210x300 - A triste história do soldado que se negou a fazer a saudação nazista

Em 1935, August foi expulso do partido Radical, acusado de traição. A tal traição cometida pelo jovem foi se casar com uma mulher de origem judia. Após isso, ele e sua mulher Irma Eckler fugiram e foram buscar refúgio em Hamburgo.
Eles tiveram duas filhas e August acabou sendo preso por "desonrar a raça". Não se sabe muito sobre o que aconteceu com sua mulher, mas acredita-se que ela tenha sido presa pela Gestapo.

irma 1 300x225 - A triste história do soldado que se negou a fazer a saudação nazista

Em 1941, Landmesser foi libertado e posteriormente convocado para lutar na Segunda Guerra Mundial. Mas ele sumiu e foi declarado morto pela lei. A história da família foi contada por uma de suas filhas, Irene, em 1996 que cesceu totalmente separada da família.


 Fonte: Upsocl 

Loading Facebook Comments ...

Deixe um comentário